Day 08 – Um Lugar que Você Gostaria de Visitar

003856

Chovia uma chuva fina e fria na cidade de Barcelona, o mar se agitava ritmicamente contra as pedras do porto e a estrangeira escutava seu eco com o mesmo prazer de ouvir a língua castelhana  e seu sotaque cantado que parecia enfeitiçá-la como o canto de uma sereia.

Para ela, a estrangeira, não havia cidade mais mágica na terra do que aquela. Aquela em que sob as pedras do calçamento se escondia o Cemitério dos Livros Esquecidos e a Livraria do Sempere; aquela rua em que Marina e Daniel tantas vezes caminharam e aquele Sótão onde Julian Carax escrevia seus livros. Ela suspirou e provou do cheiro como se fosse um licor, pegou um dos velhos bondes que ainda circulavam pensando em trechos de Clarice Linspector, feminismo e amor. Algumas mulheres sonhavam em encontrar o amor de suas vidas (ou o amante da vez) nas ruas de Paris, ela não, ela queria cruzar com um desconhecido na Calle Alguma Coisa notando seus cachos castanhos só para se encontrarem novamente nos degraus de uma igreja gótica e ele chamá-la de hermosa.

Mas mais do que os homens ela queria que a cidade a inspirasse, desejava se embriagar na aura que emanava dos prédios antigos e escrever sua obra prima em um de seus cafés. Daí há alguns anos ela contaria em uma entrevista com o Jô sobre como fora fácil construir cenários lá, se alimentando de vinho branco, da dieta mediterrânea e do amor de um homem. Talvez voltasse lá outra vez para escrever uma continuação.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s