Day 06 – Escreva Algo de Terror

Debaixo da Cama

Perdoem não ser assustadora, mas o terror é algo relativo. 🙂

Etienne_by_enigma-astralis

            A cama estava perfeitamente arrumada com seus travesseiros e almofadas, um ursinho de pelúcia encostado a um canto e a criança. A criança. A criança debaixo da cama. As luzes ainda estavam acesas e a criança se escondia nas sombras com o lençol tampando sua visão, não estava só ali. Havia centenas de castelinhos de poeira, sapatos, meias e uma boneca meio despedaçada meio despenteada que o olhava com seu único olho.

            A criança, que não era menino nem menina, pulou de susto. A porta se abrira e passos percorriam o quarto até pararem perto da cama, rangeu… A criatura estava subindo na cama! O que faria se o monstro terrível resolvesse espiar o seu esconderijo? Ou jogasse luz em seu lar? Quieto, quieta… Melhor calar, mais delas se aproximaram e se podia ouvir suas palavras estranhas e sons assustadores, estalados. A luz se apagou, o estranho ritual estava terminado e a criatura hibernaria até que a luz voltasse. Tudo ficaria bem.

Une_nuit_sous_le_lit_by_AquaSixio_vs_max            O sorriso se esticou de orelha a orelha da pequena criança deixando que os dentes pontudos e a comprida língua verde fossem vistos, eram hora de começar a brincar! Agarrou a boneca destroçada e foi arrastando-a pelo quarto, mostrou-lhe as figuras nos livros e esqueceu-os no chão. Subiu na estante e pegou o grande cachorro vermelho de feltro que vigiava a cama, não gostava dele, virou-o de costas. Soprou até o sino dos ventos na janela badalar como se estivesse na igreja, dançou com a cortina e chamou o espírito da árvore do quintal para brincar de desenhar na janela. Remexeu nas gavetas e pegou pés de meia dispares calçando-os em suas mãos, apagou a luz noturna do abajur de ursinho e quando ia procurar os blocos de montar um arrepio percorreu-lhe a espinha.

            A criatura na cama olhava-a, olhava a criança não menina nem menino que calçava meias nas mãos e carregava sua boneca velha. Por segundos se olharam sem um músculo mover… Até ambas gritarem ao mesmo tempo e a da cama correr pela porta para o quarto dos pais e a outra deslizar para baixo da cama para a terra de baixo e se encontrar arfante junto dos seus que lhe riram e disseram – Criança besta! Onde já se viu? Ter medo de humanos, eles não existem! Foi só um sonho criança…

Anúncios

2 comentários sobre “Day 06 – Escreva Algo de Terror

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s